Sempre na minha mente e no coração...

Sempre na minha mente e no coração...
Corcovado ou Cristo Redentor, lindo !!!

sábado, 3 de dezembro de 2016

Agradecimento Chapecoense


We look for a word to thank you so much and we found several


Greatness does not consist in receiving honors, but in deserving them.
Aristotle

A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las.
Aristóteles

OBRIGADA!
Uma triste tarde de sábado!
Boa Tarde!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

MEU BRASIL ... CHAPECÓ - SANTA CATARINA / BRASIL

Existem momentos que não se explicam, só o silêncio traduzem a dor, o sentimento da profunda tristeza.
Fiquei ausente por estes dias, pensando principalmente nas famílias dos que partiram.
Conheço bem esta dor ,que só o tempo ameniza, mais não cura ou esquece.
Fiquei profundamente consternada, pois conheço Chapecó de muitos anos atrás, uma cidade maravilhosa com um povo caloroso e amigo.
Toda aquela região oeste do Estado  de Santa Catarina é muito rica, produtiva, como tão acolhedora.
Tenho uma filha nascida em Concórdia -SC terra da Sadia onde reúne os maiores produtores de laticínios bem conhecidas no Brasil. 
Escrevo desta forma porque este Blog é acompanhado por muitos estrangeiros de diversos Países do mundo, então é natural que eles conheçam os verdadeiros fatos desta tragédia.
Sim, uma triste tragédia ou fatalidade, até mesmo pelos erros, pela negligência, da limitação de combustível a uma aeronave levando estas vidas.
Estou arrasada!
Foram ceifadas vidas como  dos jogadores, da sua parte técnica, como de jornalistas e radialistas da área do esporte brasileiro, como  cinco(5) tripulantes bolivianos.
Arena Condá...

Eu fico profundamente triste, nosso povo brasileiro é tão alegre, descontraído, festivo e risonho.
O  Brasil um País único, diversificado, contagiante, vibrante, emocional na sua caraterista natural, solidário, amigo, hospitaleiro, acredito que no mundo não existem pessoas como os brasileiros.
É impar!
Assim choramos pelos nossos, por meninos jogadores de futebol  que faziam a arte de jogar bola com alegria e competência, cheio de sonhos, eram profissionais alegres e felizes tinham seus familiares como na cidade de Chapecó  eram uma só família.
Eram todos de uma grande família.
Serão amanhã recebidos na "Arena Condá" em Chapecó, seus corpos massacrados por esta tragédia.
Vivemos uma comoção na cidade, no Estado, no Brasil, como também no mundo inteiro.
Muitos foram solidários a este momento, principalmente todos os times brasileiros e do mundo que vestiram uma só camisa.
Chapê, tão carinhosamente chamado o time chapecoense.
Venho acompanhando tudo referente ao acidente, me emociono, me entristeço, tenho vontade de abraçar um a um para dar minha pequenina força.
Tenho paixão pelo meu País, amo meu povo a minha gente, meus amigos e conhecidos, amo  este chão, eu amo esta Nação.
Com todas suas belezas, das qualidades ou dos seus defeitos.

Nosso povo é amigo, merecendo muito respeito por todos ou por cada um de nós.
A vida segue...
Diz um ditado popular, o mais profundo da vida!
Mais nada será o mesmo, esta cicatriz vamos carregar no peito, nas nossas lembranças, como tantas outras tão trágicas como esta...
Chapecó haverá de se recuperar, este time agora conhecido pelo mundo há de ter seu recomeço com mais força, com garra e muita coragem, que é tão tradicional ao nosso povo.
GARRA!
Somos todos de uma boa cepa, firmes, determinados, lutadores, corajosos e guerreiros.
Sim, nosso País é povoado de guerreiros.
É um Pais, abençoado!

FORÇA, MEU POVO!
FORÇA, CHAPÊ!
FORÇA, BRASIL! 
Sou solidária a todos os familiares, aos amigos, a cidade de Chapecó, ao Estado de Santa Catarina  ao Brasil.
Meu abraço fraterno, sincero e amigo!
Meu respeito! Meus sentimentos!

ASSOCIAÇÃO CHAPECOENSE DE FUTEBOL - FORÇA CHAPÊ!

Chapecó... Santa Catarina!
Nosso País acordou dia 29 de novembro surpreendido com esta noticia trágica e dolorosa.

#Chapecoense estava viajando para jogar na final da Copa Sul-Americana. A partida seria contra o Nacional de Medellin e seria exibido pela SportTV 2 e TV Globo para Santa Catarina. No meio da madrugada desta terça-feira (29), surgiu a informação de que o #avião que levava todo o time brasileiro havia sumido.
No momento que sumiu dos radares, a aeronave estava sobrevoando as cidades de Abejorral e La Ceja. Quase às 4 horas da manhã, foi divulgada a informação de que não havia mortos, mas sim feridos. Havia 81 pessoas dentro do avião, destes 9 tripulantes e 72 passageiros. No início da manhã, entretanto, a informação já era a de que havia pelo menos 25 mortos.
#Acidente chocou os brasileiros neste início de manhã. A visibilidade do local estava reduzida, por isso o resgate foi complicado. Nas redes sociais, fotos do avião após o acidente começaram a ser divulgadas. Veja uma imagem abaixo do avião e fotos do resgate.
http://br.blastingnews.com/brasil/2016/11/aviao-da-chapecoense-cai-e-deixa-25-mortos-veja-fotos-e-lista-de-jogadores-001292839.html?sbdht=_pM1QUzk3wsedfTjEkrBNMWyb8xT1hprlNSe7LAQBfAG43B20G_UAkg2_

DEIXEM-ME ENVELHECER


DEIXEM-ME ENVELHECER
Deixem-me envelhecer sem compromissos e cobranças,
Sem a obrigação de parecer jovem e ser bonita para alguém,
Quero ao meu lado quem me entenda e me ame como eu sou,

Um amor para dividirmos tropeços desta nossa última jornada,
Quero envelhecer com dignidade, com sabedoria e esperança,
Amar minha vida, agradecer pelos dias que ainda me restam,
Eu não quero perder meu tempo precioso com aventuras,
Paixões perniciosas que nada acrescentam e nada valem.
Deixem-me envelhecer com sanidade e discernimento,
Com a certeza que cumpri meus deveres e minha missão,
Quero aproveitar essa paz merecida para descansar e refletir,
Ter amigos para compartilharmos experiências, conhecimentos,
Quero envelhecer sem temer as rugas e meus cabelos brancos,
Sem frustrações, terminar a etapa final desta minha existência,
Não quero me deixar levar por aparências e vaidades bobas,
Nem me envolver com relações que vão me fazer infeliz.
Deixem-me envelhecer, aceitar a velhice com suas mazelas,
Ter a certeza que minha luta não foi em vão: teve um sentido,
Quero envelhecer sem temer a morte e ter medo da despedida,
Acreditar que a velhice é o retorno de uma viagem, não é o fim,
Não quero ser um exemplo, quero dar um sentido ao meu viver,
Ter serenidade, um sono tranquilo e andar de cabeça erguida,
Fazer somente o que eu gosto, com a sensação de liberdade,
Quero saber envelhecer, ser uma velha consciente e feliz!!!

Silvana Freygang
Texto de Silvana Freygang, extraído do meu perfil Facebook I.
Da página, Faculdade da Felicidade.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Dez (10) fatos que você não conhece (ou não se importa) sobre o Facebook

Dez (10) fatos que você não conhece (ou não se importa) sobre o Facebook

O Facebook é a rede social mais popular do mundo, com centenas de milhões de usuários – você provavelmente é um deles.

Sendo assim, muitas histórias e polêmicas estão ligadas a esse site famoso.

Confira:

  1. 1 – A média de amigos dos usuários do Facebook é 130
Preocupado com sua popularidade? O número médio de amigos dos usuários no Facebook é de 130. As mulheres tendem a ter um pouco mais amigos do que os homens. No entanto, apesar de ter centenas de amigos, a maioria das pessoas só interage regularmente com 4 a 7 pessoas. Qual o seu número?
2 – 25% dos usuários já foi “dispensado” via Facebook
Uma pesquisa de junho de 2010 com mil usuários do Facebook – 70% dos quais eram do sexo masculino – revelou que 25% deles já havia sido “dispensado” via Facebook (ou seja, alguém terminou o namoro com eles através de uma troca do status de relacionamento).
21% dos entrevistados disseram que terminariam um relacionamento mudando seu status de relacionamento no Facebook para “solteiro”. Embora preocupante, a pesquisa mostra que a maioria das pessoas não termina namoros via Facebook.
3 – Facebook não permite fotos de amamentação
O Facebook provocou uma ira materna quando retirou do ar fotos de amamentação de bebês que as mulheres tinham postado em seus perfis pessoais, porque as considerou um pouco “reveladoras” demais.
Isso veio de um site que permite fotos de mulheres em biquínis e de casais dando um amasso, que tem ainda aceitado publicidade paga de um site de namoro que tinha uma modelo de topless. (O anúncio topless foi tirado do ar depois que as mulheres notaram a hipocrisia e reclamaram).
Em resposta ao alerta que o site dá às mães que estão violando a política de “decência” do Facebook, ativistas responderam com uma “enfermaria virtual”; 11.000 mulheres postaram fotos de si mesmas amamentando seus filhos e/ou atualizaram seus status para: “Hey, Facebook, amamentação não é obscena!”.
O grupo pró-aleitamento materno tem atraído mais de 250.000 membros.
4 – Facebook causa 1 a cada 5 divórcios
Antes, era o batom no colarinho. Agora, um em cada cinco divórcios envolve a rede social Facebook, de acordo com uma pesquisa da Academia Americana de Advogados Matrimoniais. 80% dos advogados de divórcio também relataram um aumento no número de casos em que usam a mídia social para evidenciar “traição”.

5 – O primeiro “rosto” no Face era de Al Pacino
Você se lembra daquele cara triste azul na página inicial do Facebook, que costumava olhar para baixo cada vez que você fazia o login?
Acabaram com ele em 2007, então, se você chegou atrasado para a festa do Facebook, provavelmente não tem absolutamente nenhuma ideia do que estamos falando. De qualquer forma, de acordo com David Kirkpatrick, aquele cara no logotipo, criado pelo amigo de Zuckerberg Andrew McCollum, não era outro senão o jovem Al Pacino “coberto com uma névoa de zeros e uns – os componentes elementares da mídia digital”. Louco, né?
6 – 36% dos jovens verificam o Face depois do sexo
Acende um cigarro após o sexo? Isso é tão passado! Um estudo de outubro de 2009 sugeriu que as redes sociais estão se tornando uma parte cada vez mais importante da vida dos jovens. Entre os menores de 35 anos, 36% admitiram que “tuítavam, mandavam mensagem e verificavam o Facebook após o sexo”. 40% dos inquiridos admitiram fazer o mesmo enquanto dirigiam, 64% disseram fazê-lo no trabalho, e 65% usam estes canais de comunicação durante as férias.
7 – 350 milhões de pessoas sofrem de Distúrbio do Vício em Facebook
Distúrbio do Vício em Facebook (Facebook Addiction Disorder – FAD) é um termo introduzido por psicólogos americanos para descrever aqueles que são viciados em Facebook a ponto de sua vida ser realmente afetada por suas atividades descontroladas na rede social. 
Os efeitos mais comuns dessa doença são a perda de produtividade, a incapacidade de concentração, a superficialidade das amizades, bem como isolamento em casos extremos. Cerca de 350 milhões de pessoas devem sofrer do transtorno.
8 – Usuários do Facebook têm notas menores
De acordo com um novo estudo americano, estudantes universitários que utilizam a rede social Facebook têm significativamente menor grau de pontuação média do que aqueles que não usam o site.
O estudo, feito em 2009, entrevistou 219 estudantes de graduação e pós-graduação e descobriu que as notas de usuários do Facebook geralmente variavam em um ponto menores que as dos não usuários – 3,0 a 3,5 para os usuários, contra 3,5 a 4,0 para os não usuários.
A pesquisa também descobriu que 79% dos membros do Facebook não acreditavam que havia qualquer ligação entre suas notas e seus hábitos em redes sociais.
9 – Burger King deu lanche de graça para quem excluiu amigos do Facebook
Em janeiro de 2009, uma campanha publicitária do Burger King intitulada de “Sacrifício Whopper” recompensou usuários do Facebook com um lanche “Whopper” se eles publicamente excluíssem 10 amigos, que recebiam uma mensagem informando que estavam sendo excluídos por um hambúrguer grátis.
A campanha usou o slogan “A amizade é forte, mas o Whopper é mais forte”. Até o momento, a aplicação havia sido baixada mais de 55.000 vezes e mais de 250.000 “amigos” foram sacrificados por um lanche.
10 – O cara preso por convidar sua filha adolescente pra fazer sexo via Facebook
Muitos crimes já foram cometidos ou anunciados no Facebook. Talvez em um dos piores deles, um pai da Pensilvânia, EUA, foi preso por supostamente convidar sua filha adolescente para fazer sexo via Facebook.
John Forehand, 39 anos, se referiu a si mesmo como “Papai Mau” na correspondência on-line com sua filha de 13 anos de idade, na qual ele abertamente deixou explícitas sugestões sexuais. Forehand disse à filha que estava tendo sonhos “inapropriados” com ela, e escreveu-lhe: “Eu vou cuidar muito bem da minha menina”.
A adolescente contou à mãe sobre as mensagens inapropriadas no Facebook, e ela então alertou a polícia. A polícia capturou Forehand enganando-o para pensar que teria um encontro com sua filha. Quão doente é isso?[Oddee]

http://hypescience.com/10-fatos-que-voce-nao-conhece-ou-nao-se-importa-sobre-o-facebook/

Ser ignorado no Facebook é tão ruim quanto na vida real

Ser ignorado no Facebook é tão ruim quanto na vida real
Se você acha que é mais fácil negar um pedido de amizade online do que evitar uma pessoa cara-a-cara, você não está sendo tão “misericordiosa” assim: esse tipo de exclusão dói tanto quanto o outro.
Segundo um novo estudo, pessoas que são excluídas por outras online, como nas redes sociais como o Facebook, podem sentir-se tão mal como se tivessem sido excluídas em uma interação normal, cara a cara.
“O Facebook, com seus cerca de 800 milhões de usuários, serve como um lugar para forjar ligações sociais. No entanto, é muitas vezes uma maneira de excluir terceiros, sem o constrangimento de uma interação cara-a-cara. Porém, ser ignorado ou rejeitado por meio de uma fonte remota como a internet faz tão mal quanto ser rejeitado em pessoa; as pessoas podem experimentar reações psicológicas semelhantes à exclusão na vida real”, disse um dos autores do estudo, Joshua Smyth, professor de saúde biocomportamental e de medicina, que conduziu experimentos com Kelly Filipkowski, professora de psicologia.
No primeiro estudo, a equipe pediu que mais de 275 estudantes universitários dissessem como se sentiriam em um cenário de exclusão hipotético, no qual eles seriam ignorados durante uma conversa.
Os participantes responderam que achavam que se sentiriam um pouco angustiados e que sua autoestima cairia, independentemente da rejeição ocorrer em uma sala de chat online ou pessoalmente. No entanto, eles esperavam que a exclusão pessoalmente os fizesse sentir-se pior.
No segundo estudo, os pesquisadores configuraram dois cenários em que 77 estudantes universitários (sem saber do que se tratava a pesquisa) foram ignorados durante uma encenação de conversa. Metade dos participantes foi excluída em pessoa, enquanto a outra metade foi excluída online.
Os alunos achavam que estavam participando de uma interação com outros dois alunos para discutir a formação de impressões em ambientes informais. Eles precisavam, depois da conversa, fornecer aos pesquisadores suas impressões sobre si e sobre os outros.
A equipe descobriu que os participantes de ambos os cenários responderam de forma semelhante ao ato de ser excluído. “Ao contrário de nossa expectativa, e da expectativa que os próprios alunos tinham antecipado, a resposta dos alunos a rejeição não foi primariamente caracterizada por angústia, mas sim por entorpecimento e distanciamento ou retirada”, disse Smyth.
http://hypescience.com/ser-ignorado-no-facebook-e-tao-ruim-quanto-na-vida-real/

Sete (7) Inesperados efeitos benéficos do Facebook na sua vida

Sete (7) Inesperados efeitos benéficos do Facebook na sua vida

A média dos usuários de redes sociais gasta pouco mais de 15 horas por mês no Facebook.

Embora existam estudos demonstrando os danos causados pelo uso excessivo do Facebook, também existem alguns que apontam que as redes sociais podem ser benéficas para a saúde, para o trabalho, para a faculdade e para a vida amorosa.

Confira sete benefícios inesperados do uso de redes sociais, em especial do Facebook:
Melhora os batimentos cardíacos
Estudos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) e da Universidade de Milão (Itália) mostram que o tempo gasto no Facebook pode ajudar as pessoas a relaxar, diminuindo os batimentos cardíacos. O estudo analisou 30 estudantes em três situações: olhando paisagens, resolvendo cálculos complicados e usando o Facebook. A situação mais relaxante foi a primeira, e a mais estressante foi a segunda, mas o tempo gasto no Facebook apresentou altos níveis de atração e excitação.
A descoberta apoia a hipótese que o sucesso do Facebook e outras redes sociais está correlacionado a experiências específicas de estados mentais e físicos positivos dos seus usuários.
Pode ajudar a arranjar um emprego
Muitas empresas estão usando o Facebook para sondar possíveis futuros empregados. Existem especialistas que depois de examinar seu perfil por 5 minutos são capazes de dizer se você é o tipo de pessoa que se enturma bem, quais seus valores, de que maneira você reage e quais seus gostos em livros e filmes.
Em uma avaliação um ano depois da contratação, foi constatado que a avaliação do perfil no Facebook era mais precisa que a maioria dos testes de personalidade e QI.
Aumenta a autoestima
 Facebook permite que as pessoas exponham seu melhor lado, o que elas acham que tem de melhor, e recebam elogios e aprovação por conta disto, o que faz com que a autoestima melhore.
O pesquisador Jeffrey Hanckok, da Universidade Cornell (Reino Unido), aponta que não se trata de auto engano: a imagem que é apresentada é uma versão positiva de si mesmo, não uma imagem falsa. Este foi o primeiro estudo do gênero, apontando benefícios psicológicos no uso do Facebook.
Aumenta o valor das ações
O Facebook não é bom só para a saúde mental e física, também é bom para os investimentos: há uma relação entre a popularidade ou um maior número de pessoas pensando e postando comentários ou dividindo experiências sobre marcas e a performance econômica da marca.
Esta constatação abre um novo mercado potencial para novas aplicações da popularidade em mídias sociais como indicadores econômicos.
Aumenta a produtividade
Muita gente pensa que redes sociais só distraem os empregados, mas uma pesquisa feita pelo Keas.com mostra que um intervalo de 10 minutos no Facebook deixa os empregados mais felizes, saudáveis e produtivos.
O estudo comparou três grupos de empregados, um que não tinha permissão para intervalos, um que tinha intervalos onde podia fazer qualquer coisa menos usar a internet, e outro que tinha permissão para usar a internet e o Facebook por 10 minutos. O grupo do Facebook era 16% mais produtivo que o grupo que não podia usar internet e quase 40% mais produtivo que o grupo que não tinha permissão para fazer intervalos.
Ajuda a conseguir um diploma
O Facebook parece ajudar os estudantes a conseguir o diploma que eles querem. Uma pesquisa na Universidade Cristã de Abilene (EUA) mostrou que estudantes que eram mais ativos no Facebook tinham maior probabilidade de voltar no segundo ano de faculdade.
A pesquisa também mostrou que os estudantes que eram usuários ativos do Facebook mostravam mais entusiasmo com o ambiente do curso.
Melhora sua vida amorosa
O Facebook também está no negócio de encontros. Cerca de 60% das pessoas solteiras vão se tornar amigas no Facebook de alguém depois de encontrá-las em pessoa. Se gostarem do que encontraram no perfil, 25% vão entrar em contato pelo Facebook.
Se tudo der certo, cerca de 40% dos usuários adultos de redes sociais vão atualizar seu status de relacionamento primeiro, contra 24% que contam primeiro para seus amigos. Depois dos encontros, o uso do Facebook continua entre os casais, com 79% mandando mensagens ou batendo papo com seus parceiros. E mais de 60% coloca mensagens românticas no perfil de seu par. Depois que o relacionamento termina, mais de metade imediatamente muda o status para solteiro, o que dispara uma notificação para sua lista de amigos que acaba por iniciar outro ciclo de paqueras.[BusinessNewsDaily]

http://hypescience.com/7-beneficios-inesperados-do-facebook/

O Facebook, a inveja e a depressão

O Facebook, a inveja e a depressão

Navegar no Facebook se tornou uma atividade diária de centenas de milhões de pessoas ao redor do mundo. Com tantos se envolvendo com o site diariamente, os pesquisadores estão interessados em descobrir quão envolvidos emocionalmente os usuários do Facebook podem estar com a rede social e como o uso regular pode afetar sua saúde mental.
Estudantes de jornalismo da Universidade de Missouri, nos EUA, fizeram um levantamento com mais de 700 estudantes universitários e descobriram que o uso do Facebook pode levar a sintomas de depressão na medida em que a rede social desencadeia sentimentos de inveja entre seus usuários. Margaret Duffy, professora e presidente da comunicação estratégica na Escola de Jornalismo da MU, diz que a forma como os usuários do Facebook usam o site faz a diferença em como eles respondem a isso.
“O Facebook pode ser uma atividade divertida e saudável, se os usuários aproveitam o site para ficarem conectados com a família e com velhos amigos e partilhar aspectos interessantes e importantes de suas vidas”, diz Duffy. “No entanto, se o Facebook é usado para ver o quão bem financeiramente um conhecido está ou quão feliz um velho amigo está em seu relacionamento – coisas que causam inveja entre os usuários – o uso do site pode levar a sentimentos de depressão”, alerta.
Para seu estudo, Duffy e Edson Tandoc, professor assistente na Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, entrevistaram jovens usuários do Facebook e descobriram que os que se dedicam a usar o Facebook para “vigiar” a vida alheia também experimentam sintomas de depressão, enquanto aqueles que usam o site simplesmente para se manterem conectados não sofrem efeitos negativos.
“Descobrimos que se os usuários do Facebook sentem inveja das atividades e estilos de vida de seus amigos na rede social, eles são muito mais propensos a relatar sentimentos de depressão. É importante que os usuários do Facebook estejam cientes desses riscos para que possam evitar esse tipo de comportamento”, diz Duffy.
“Uma alfabetização de mídia social é importante”, sugere Tandoc. “Com base em nosso estudo, bem como em outros já feitos, usar o Facebook pode exercer efeitos positivos sobre o bem-estar. Mas quando se desencadeia a inveja entre os usuários, isso é uma história diferente. Os usuários devem estar conscientes de que uma apresentação auto positiva é uma motivação importante no uso de mídias sociais, por isso, é de se esperar que muitos usuários postem somente coisas positivas sobre si mesmos. Essa consciência, eu espero, pode diminuir os sentimentos de inveja”. [Science 20Science Daily]
http://hypescience.com/inveja-e-depressao-no-facebook/